Por que o terminal ainda me consola?

Ora pois, nós gajos cá no Brasil chamamos o terminal de “Terminal”, enquanto nossos irmãos lusitanos o chamam de “Consola”. E chamamos o mouse de “Mouse”, enquanto eles chamam de “Rato” (aqui não é chamado de rato porque as mulheres se assustam e sobem na cadeira quando ouvem essa palavra).

Mas por que apesar das traduções para português brasileiros estarem feitas, na versão final do Ubuntu ainda temos os termos “Consola” e “Rato” (Aplicações > Acessórios > Consola e Sistema > Preferências > Rato).

Segundo meu amigo Marco Aurélio (que sabe muito, tem um blog, mas não o alimenta), o problema está que a versão nova está usando a compilação do gettext errada (acho que foi algo assim que ele disse). É muito fácil de corrigir:

  1. sudo gedit /usr/share/applications/gnome-terminal.desktop
  2. vá até a última linha que vai ser “X-Ubuntu-Gettext-Domain=gnome-terminal”.
  3. apague essa linha.
  4. (o terminal já foi corrigido no menu acessórios)
  5. sudo gedit /usr/share/applications/gnome-settings-mouse.desktop
  6. vá até a última linha que vai ser “X-Ubuntu-Gettext-Domain=gnome-control-center-2.0”
  7. apague essa linha.
  8. (o mouse foi corrigido em sistema > preferências).

Bom, não sei de quem é a culpa, só sei que isso resolve. Vou perguntar ao meu amigo Og que sempre sabe onde devo postar os bugs.

PS: Me ajudem na minha campanha para fazer com que o Marco Aurélio compartilhe o amplo conhecimento dele:

  1. Entrem no blog do Marco Aurélio
  2. Escolham qualquer post e apenas façam um comentário pedindo para ele postar mais

Só não vão ofender, porque ele é gente boa… :)

42 opiniões sobre “Por que o terminal ainda me consola?”

  1. Como dizia um humorista no nordeste, ficou GG, joinha joinha, mas realmente fala com o Og para abrir um bug e isso seja resolvido logo.

    Abraços!! 😉

  2. Não percebo o problema, seja terminal ou consola, nós por cá aceitamos na boa. Mouse, what the fuck is that?? Rato tá bem traduzido :)

    Bom domingo para voce!

    RedTuxer

  3. Caro Red Tuxer:

    Creio que boa parte de nós brasileiros, não nos incomodamos com o português de Portugal que aparece na tradução. Terminal ou consola não é problema. Agora, se fosse consolo… bem aí a coisa mudaria de figura. Consolo no Brasil tem um outra conotação que, digamos, não fica bem se expressada em público.

  4. Olá André, instalei o Ubuntu 7.10 a duas semanas e já não existe os termos “Consola” e “Rato” nos respectivos lugares, provavelmente foi um problema de atualização das versões anteriores.

  5. Ah, agora sim, muito bom.
    Muito obrigado.
    Taí um treco que estava me incomodando.

  6. Parece que houve problemas com as traduções PT neste Ubuntu.

    em PT-BR ficaram com algumas traduções do pt-pt e no PT-PT ficamos com o Firefox pt-br :S

    Vamos ver se é resolvido rapidamente para todos ficarem contentes :)

  7. Segui os passos acima e o Terminal aparecendo como Consola.
    O mouse funcionou e ja aparece traduzido corretamente,… só o terminal não sei pq não quis traduzir…. tem que reiniciar???

  8. André,

    Prá mim também só funcionou o MOUSE; o TERMINAL continua como Consola, mas como disseram uns companheiros aí em cima, não tem problema, não; CONSOLA ou CONSOLE são bonitos do mesmo jeito…

    Valeu!

  9. Não percebo essa de voces estragarem o que bem feito está, eh eh… Não tinha atingido essa do consolo, por aqui é mais massajador…. :)

    Um abraço

  10. Já agora, o termo “gajo” é utilizado por nós na situação de falar de alguém com um certo desdém, mas na terceira pessoa. Exemplos: “É pá, aquele gajo é fod***, ….”; “Não viste no outro dia o gajo na tv a falar de num sei o quê?” .
    Por vezes não é só saber o significado duma palavra para a poder utilizar, tal como acontece connosco com muitas palavras usadas por vós, como “galera” ou “oxe” ou ainda muitas outras…

    Um abraço

  11. Ja tentou criar tua pasta pessoal na area de trabalho? tenta ai, ve se consegue….

  12. wasare,

    Muito obrigado… Legal a idéia do script…

    Será que não faz ele comentar a linha, como o Gondim disse acima?

    Abraços.

  13. É num deu certo não.

    Ja apaguei, comentei, e nada =\
    Eu to usando o ubuntu mas com o Openbox como sessão padrão sera que tem algo a ver?? Eu acho dificil mas vai saber o.o

  14. André,

    Você sabe como fazer para instalar o firefox 2.0 no Ubuntu 8? Eu desinstalei o firefox 3 e instalei o firefox 2 pelo gerenciador de pacotes, mas toda vez que eu tento instalar um complemento dá o seguinte erro:
    Erro: installLocation has no properties
    Arquivo-fonte: file:///opt/firefox/components/nsExtensionManager.js
    Linha: 3938
    Sabe o que é?

  15. Mandou bem demais na dica!

    Acabei de fazer! Alias, acabei de atualizar pro Hardy!

    Tah Show!!!

    😀

  16. Noel!!!!

    help me please! o meu eeepc aki, iniciou hj de manha tudo funcionando (bateria). A bateria acabou no meio da aula… Fui ligar hj de noite, ele ligou sem som, sem lan e sem wll… E nada do insmod/modprobe subir os módulos snd-intel e ath_hal… Mas o lspci detecta todos eles…. E agora?

  17. “Erro: installLocation has no properties”

    se for o firefox 2 tente rodar o seguinte comando:

    $ firefox-2 -profilemanager

    aí vc apaga o profile e cria outro, vai perder os bookmarks e tudo mais, portanto é bom fazer backup antes

    ou

    apaga a pasta .mozilla, que vai ter o mesmo efeito

  18. Para instalar o firefox 2 é só instalar o pacote firefox-2 no ubuntu 8.04
    Para resolver os problemas com installLocation, basta entrar no seu profile atual ($HOME/.mozilla/firefox/xxxxxx.nome_do_perfil) e remover o arquivo extensions.rdf.
    Na próxima vez em que reinicar o FF ele irá recriar o arquivo e tudo volta ao normal
    Ref: https://bugs.launchpad.net/ubuntu/+source/firefox/+bug/65609

  19. Andre, blz? Depois de ler seu artigo e resolver meu problema, gostaria da sua permissão para publicar um link até o mesmo em meu blog, pode ser? Meu blog está começando agora e se propoe a auxiliar usuário iniciantes no Ubuntu.
    Vlw!
    Roberto.

    A proposito, o endereço é http://www.ubuntudoinicio.blogspot.com/

  20. Fiz os passos e este resolveu o engano, mas a questão é outra.

    Acredito que os nossos irmãos lusos, assim como os espanhóis, estão mais certos que nós quando, para protegerem suas identidades culturais, não aceitam com tanta facilidade, nacionalizações de palavras estrangeiras.

    Estamos acostumados a usar no nosso dia-a-dia palavras como deletar, clicar, ripar. São todas consideradas estrangeirismos que com o tempo, são agregadas ao repertorio oficial. Nesse aspecto somos mais parecidos com os japoneses, que inclusive já herdaram palavras até do nosso português.

    Citei essa coisas não para polemizar mas, sim para ilustrar com é engraçada essa nossa cultura: nossa lingua mãe é o português, agimos como os japoneses, .agegando palavras de outros idiomas e mexemos nos arquivos de configuração do linux para retirar as palavras que ainda restam da base lusa do nosso proprio idioma, que tanto nos incomoda, em função das palavras em inglês que nem fazem parte do vocabulário oficial, mas que nos é mais confortável.

    Que coisa de maluco. Brasileiro é todo estranho, não é?

  21. Olha só a belezura que fiz:

    sed -i ‘/^X-Ubuntu-Gettext-Domain=gnome-terminal/ s/^/#/g’ \
    /usr/share/applications/gnome-terminal.desktop

    sed -i ‘/^X-Ubuntu-Gettext-Domain=gnome-control-center-2.0/ s/^/#/g’ \
    /usr/share/applications/gnome-settings-mouse.desktop

    Não tive como testar ainda mas creio que vai dar certo, pretendo colocar dentro do script de isntalação de codecs!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *