Propaganda política nojenta

Ontem a minha esposa percebeu, quando parou o carro, que algum safado colou um adesivo de um candidato a prefeito aqui de Maringá no vidro traseiro. Para não criar problemas para o candidato em questão, não vou mencionar que era o Dr. Batista.

Acho nojenta essa forma de propaganda colando adesivos indiscriminadamente.

Um ano desses em que o Balbinotti foi candidato a deputado, eu estava descendo para a UEM quando reparei em um dos lacaios dele descia à minha frente colando adesivos do Balbinotti nas caixas de correio de todas as casas. Não tive dúvidas, ele foi colando e eu atrás descolando… Sou contra descolar adesivos políticos, mas não quando sei que o proprietário não consentiu com a colagem…

Naquele ano errei ao não denunciar essa prática. Quanto ao Batista, só não denuncio formalmente porque não vi quem colou…

Uma opinião sobre “Propaganda política nojenta”

  1. Ainda acho que as propagandas políticas deveriam ser limitadas apenas à televisão. Com o mesmo tempo para todos os candidatos, e mesmo visual para todos. Sem musiquinhas sentimentalistas, sem geração de caracteres fru-fru, etc. etc. etc.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *