BrLix aprendendo com o inimigo

Uma pessoa me mandou um e-mail hoje falando do BrLix. Parece que meu nome anda por lá pelos créditos, por isso presumi que devem aproveitar coisas do Ubuntu.

Para ver certinho como é a distribuição entrei no site deles e… me decepcionei profundamente!

A propaganda é bonita, bem colorida. Mas, para começar, nem mencionam de onde veio o BrLix, ou seja, se aproveitaram alguma distribuição ou não…

Depois veio o pior. Eles têm uma tabela comparativa entre as distribuições que quando vi comecei a rir, depois deixei o computador e fui chorar… Eles fizeram uma tabela comparativa estilo Microsoft, dizendo que só a distribuição deles faz várias coisas que qualquer distribuição faz. Olha isso (clique para ampliar):

Não estou muito por dentro de outras distribuições, mas usando Ubuntu há um bom tempo me sinto ofendido ao ver eles colocarem que só o BrLix tem coisas como configuração automática de impressoras, sendo que isso é bem sabido no Ubuntu, entre outros…

Atualização: no site do comunidade encontrei que veio do Famelix.

Outra atualização: Como disseram nos comentários, o povo do BrLix tirou a tabela do site deles. Mas na página inicial ainda dizem que é “A única distribuição Linux para o usuário final”

24 opiniões sobre “BrLix aprendendo com o inimigo”

  1. É, pescar em aquário é uma triste situação mesmo. O BrLix, na realidade, era o Famelix. São a mesma distribuição, em momentos diferentes. Ela sempre despertou a antipatia de boa parte da comunidade opensource, justamente pelo fato de copiar o windows, mas tem-se a justificativa de que o é para facilitar a migração dos usuários de windows. Ok, até ai, ainda dá pra engolir, cada um faz o que quer, se não atrapalhar os outros. Mas fazer uma comparação *tosca* dessa, realmente é triste. Sou capaz até de afirmar que a maior parte dos recursos citados está muito melhor implementado na maior parte das distribuições citadas do que no próprio. Triste, realmente…

  2. Infelizmente alguns sistemas Linux não agem como deveriam. Essa tabela é realmente hilária de início, mas quando paramos para pensar, percebemos que certos sistemas apenas sujam o nome do Linux para quem não o conhece.

  3. É pra rir, né?

    Concordo com as críticas, mas esta foi a melhor:

    “É, se o objetivo deles é imitar a Microsoft conseguiram, principalmente na publicidade comparativa falsa.”

    Mandou bem, Kurt!

  4. Interessante que eles não disponibilizam os sources 😀

    Parece apenas um grupo de pessoas pegando carona na força da comunidade para se aproveitar de um incentivo do nosso governo. Tal como eles, tem vários outros já na estrada.

    Mas eu não os condeno, pelo contrário. Afinal eles estão ganhando dinheiro explorando um nicho que as outras distribuições comerciais internacionais não se dispuseram a concorrer (uma pena).

    Mas a tabelinha é canalha, provando que eles estão com “a melhor equipe de marketing” , todos ex-microsoft ahahahaha

    [ ]s

  5. Esse tipo de competitividade fajuta entre as distribuições que impede a adoção do Linux. Acho que competir é importante e saudável, e com certeza leva a melhorar a qualidade do produto, mas difamar a imagem para autobenefício é falta de ética.

    Não somente, mas também por esse tipo de atitude que o Linux tem dificuldades em se consolidar definitivamente no mercado.

  6. Parece que a tabela já foi tirada do ar.

    Como disseram lá em cima, copiar a aparencia (ainda que superficial) do Windows já deixa metade da comunidade irritada, a outra metade que simplesmente não ligava para isso, agora fica irritada com uma tabela comparativa mal intencionada.

    Toda aquela tabela caberia numa unica linha de raciocino comparativo : “Imita a aparencia do Windows : Sim”, porque nisso a maioria das distros não fazem.

  7. Valeu André Noel por nos mostar esta falsa distro.. O pessoal da comunidade ta reclamando tanto que ela vai ficar tão pixada, que estes picaretas vão tirar esta M#### do planeta.

    Abs,

  8. Texto retirado do site deles: (encham o peito e tentem ler em voz alta)

    “Uma das vantagens do BRLix é que o usuário dos sistemas operacionais proprietários mais comuns poderão fazer esta migração aproveitando todo o conhecimento e experiência adquirida com o software com o qual já se habituou reduzindo a curva de aprendizado. Além de atender as necessidades da maioria usuários, permitirá baratear os custos de iniciativas de inclusão digital.”

    A falta de vírgula, concordância verbo-nominal e qualidade de redação, presente neste texto do site oficial, demonstra o amadorismo desta distro.

  9. Alguém disse que o quadro comparativo é bizarro e ridículo…
    Eu acrescentaria a palavra “escroto” !
    A MS mente, mas pelo menos eles tem dinheiro para comprar espaço nos meios de comunicação.
    Este aí está dando um tiro no próprio pé.
    Coitado!

  10. Cada um.Quando eu escrevi no meu blog sobre o antigo nome Famelix, veio um monte de baba ovo me xingar, agora aprontam mais essa.

    Interessante também é ver que o mentor dessa distro, diz que fez várias correções e patchs para o Kernel. Mas não se acha nada no fonte do kernel !

  11. bom, sou apenas um entusiasta linuxista e trabalho há pouco tempo com linux…mas já tive a oportunidade de aprender várias coisas e hoje auxilio no suporte aos usuários do brlix…

    acompanho esse projeto há 4 anos, mas muito embora já usasse computador profissionalmente há quase 10 anos, não tinha nenhuma experiencia em linux (ou qualquer outro sistema operacional, pra ser sincero)…

    quando conheci o famelix (precursor do brlix, como bem anotado pelo autor) foi com a proposta de uma distro que oferecesse a possibilidade de usufruir as fantasticas maravilhas do linux, com uma interface intuitiva, mais fácil de usar…esse, então, era um trabalho de conclusão de curso da fameg…

    e esse espírito está sendo mantido até hoje, o foco principal da distro é trazer os usuários do windows e diminuir a curva de aprendizagem do usuário…sendo que agora o projeto é mantido pela empresa epidemus, pelos mesmos desenvolvedores da idéia original…

    sim, o amigo hamacker tem razão em dizer que esse tipo de iniciativa não é bem vista por parte da comunidade opensource, entretanto, na minha modesta opinião, como alguém que teve a oportunidade de conhecer bastante do universo linux, mas ainda está engatinhando, é que a comunidade se forma, mas esquecem-se de que os novos (candidatos a) membros possuem pouco ou quase nenhum conhecimento sobre o uso do sistema operacional; e esses que são contra, são, em sua grande maioria, pessoas grosseiras e mal educadas. mas felizmente esses são a minoria das pessoas, pois em geral a comunidade linux é muito aberta e livre…

    por fim, gostaria de saber do autor do texto, quem é o inimigo com quem devemos aprender???

    viva a liberdade de compartilhar…

  12. sou usuário do ubuntu porque foi o único que entrou a impressora hp f4280. mas, penso que deveria ter br office e também permitir a entrada de programas sem ter internete (PELO MENOS PROGRAMAS DO UBUNTU. OU SERIA PEDIR MUITO QUE ENTRE OS PROGRAMAS DEBIAN?). Já tentei tudo ou quase tudo que recomendam na internete e li dois livros e nada consegui. Não gostei do Br lix porque é KDE e não sei arrumar o tamanho da tela e nem instalar a impressora (não consegui instalar o cd da impressora). Viu que não sou muito bom? Porém, penso que o br lix, tentou respeitar um pouco mais o usuário: tem br office, tem WINE, não tiraram os joguinhos e ainda colocaram uns enfeites a mais. Seria bom se o ubuntu, que eu prefiro, colocasse essas facilidades no cd (NÃO NO DVD). aguardo muito por esse dia. abraços.

  13. quer mais sugestão? tirem o gimp, que só profissional consegue usar e coloquem alguma coisa que dá para brincar, se não é possível colocar um programa que dispensa a internete para colocar novos programas, coloquem o WINE, e que tal depois de resolvida essa parte, colocar à venda (NA BANCA DE JORNAL TAMBÉM) junto com o cd do SO, o cd com os temperos, principalmente os drivers de som e de filmes. Não precisa ficar constrangido de vender. Software livre, não é sofware grátis. Só que é bom um preço que dá para pagar e não como faz a macrosoft. E estou sugerindo pouco, já que é muito fácil para quem entende do assunto. eu é que sou ignorante. abraços

  14. há. já que estão deixando, digo mais alguma coisa. Do jeito que está, a primeira liberdade que o linux proporciona ao usuário, é a liberdade de escolher de qual empresa fornecedora de internete, ele quer estar de rabo preso. E tem gente que não pode ter internete e também algumas que não querem ter. E de onde eu estou falando se não tenho internete? da lan house Hué. he he he, gostei de falar um monte. até breve, se voces deixarem. E feliz natal e feliz ano novo com novo UBUNTU.

  15. Eu não gosto muito da ideia de ter um sistema parecido graficamente com o windows. Apesar de adorar o windows, eu gosto ainda mais da diferença, de novas interfaces. Se celulares e tvs são diferentes umas das outras, por que não os sistemas operacionais? Só lamento que tem algumas distros que são horríveis de se trabalhar, com o menu iniciar por ex. abrindo quadradões que dificultam enormemente, para crianças, principalmente, se localizarem, com é o caso do SUSE. Odeio tambem ter que selecionar arquivos da direita pra esquerda. Isso tudo, pra mim é defeito, não apenas diferença. Gosto porem da ideia, facilmente comprovavel se for verdade ou não, de ter um configurador de redes, wine, painel de controle, instalador de impressora e do excelente br office, pois odeio o open office.

  16. Utilizo o Ubuntu há algum tempo e gosto muito do sistema. Testei esses dias o Brlix. Façamos justiça ao pessoal que produziu. Ele tem alguns recursos que talvez o Ubuntu tenha, mas não está tão explícito. Tipo: tem opção para configuração do smb.conf via interface e não é o Swat. Tem muitas opções no menu iniciar. Eu não sou especialista em Linux, mas experimentando as duas distribuiçoes achei bem mais amigável o Brlix. Quanto a utilizarem a tabela comparativa; além de ser uma tabela mentirosa achei muito errado, pois tudo é Linux e eles deveriam de trabalhar unidos a todas as distribuições pelo bem do próprio Linux.

  17. Percebi que todos que comentaram esse post já conhecem, usam ou usaram o linux e estão acustumados com a interface do linux. Sempre quis testar e aprender a usar o linux, mas seu sistema usa muito texto. Os desenvolvedores do windows (mesmo fazendo um sistema que dá erros) preferem a facilidade de uso de seus aplicativos. Acredito que leve um tempo aprender o básico do linux e por isso apoio esse tipo de sistema como o brlix, mas sou contra a propaganda enganosa. Outro dia baixei um sistema baseado no linux, o Ylmf Os, e percebi que não era nada do que mostrava no site. Lá tinham umas imagens do XP mesmo dizendo que eram imagens do SO. Isso é que eu chamo de propagando enganosa.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *