Ubuntu no Jornal Nacional

Como vocês sabem, “ubuntu” é uma palavra sul-africana que significa “não consegui instalar o Debian” “humanos são humanos através de outros humanos” (dentre outras traduções).

Graças à Copa do Mundo, o Jornal Nacional fez uma reportagem bem legal sobre a palavra “ubuntu”. Segue a transcrição do próprio site deles, onde também pode se ver o vídeo:

Ubuntu, uma lição fácil de aprender, melhor ainda de viver

Os repórteres Renato Ribeiro e Edu Bernardes mostram em imagens e texto o que significa essa palavra usada em muitos países africanos. É exatamente o que a África deseja transmitir ao mundo durante a Copa.

Existe uma palavra na língua portuguesa difícil de ser traduzida para outras línguas: saudade. Em vários países africanos, tem também uma muito maior em significado do que qualquer tradução: ubuntu.

Depois de um ano e meio morando na África, o repórter Renato Ribeiro, com imagens feitas ao longo desse tempo por Edu Bernardes, explica para a gente por que ela representa tão bem a mensagem que o continente quer passar nessa Copa.

África, a casa de todos nós. O primeiro homem foi africano, por isso entender esse continente é entender um pouco o que somos. Cinquenta e três países, quase 900 milhões de habitantes, mais de mil idiomas.

De que forma vemos os africanos? Talvez jamais tenhamos olhado da forma devida para eles. Que tal uma Copa do Mundo para romper o preconceito?

A partir desta sexta e durante um mês, um torneio de futebol terá o poder de inverter o mapa mundi. A África passará a ser o centro de tudo. Teremos a chance de conhecer melhor nosso irmãos.

E eles nos oferecem uma lição simples: ubuntu, uma palavra comum em várias línguas africanas, geralmente traduzida como humanidade. Mas é pouco. Ubuntu, uma palavra e muitos significados: amizade, solidariedade, compaixão, perdão, irmandade, o amor ao próximo. A capacidade de entender e aceitar o outro.

O prêmio Nobel da Paz, o bispo sul-africano Desmond Tutu, uma vez explicou: ubuntu é a essência do ser humano. Você não pode viver isoladamente, você não pode ser humano se é só.

Para outro Nobel da Paz, o ex-presidente Nelson Mandela, para ser feliz é preciso viver em coletividade, em harmonia com quem está a sua volta. Ou seja, tudo de bom que você pode sentir ou desejar a uma pessoa, os africanos resumiram em apenas seis letras.

Ubuntu, é isso que este continente deseja transmitir ao mundo durante a Copa. Uma lição fácil de aprender, melhor ainda de viver.

Ubuntu para todos nós.

Fonte: Jornal Nacional