Arquivo da categoria: ubuntu

Festa de Lançamento do Ubuntu Edgy Eft em Maringá-PR

No dia 28/10/2006, estaremos comemorando o lançamento do Ubuntu Edgy em Maringá-PR.

Aproveitando o embalo do VII FITEM, que ocorre na mesma semana, a festa será no sábado pela manhã, com palestras, “tirações” de dúvidas e, possivelmente, comes e bebes.

LOCAL: Universidade Estadual de Maringá / UEM – Bloco 19
HORÁRIO: 9h às 12h – confirmar
DATA: 28/10/2006

Mais informações serão disponibilizadas no wiki.

Interessado em aprender mais sobre o Ubuntu em português? Comece
aqui: http://wiki.ubuntubrasil.org/ComeceAqui!

Como desenhar o logo do Ubuntu no Inkscape

Hoje o Fábio me passou um link interessante: como desenhar o logo do Ubuntu no Inkscape.

Muito bom pra quem quer treinar ou aprender a mexer no Inkscape, ou mesmo pra alguém que quiser fazer uma arte legal baseada no logo…

Quando contatei o autor da arte perguntando se poderia usar o trabalho dele, a resposta foi bem empolgante:

“Sem sombra de dúvida, a intenção é que amanhã todos do planeta
terra saibam fazer a logomarca do ubuntu!”

O que faz lembrar: “share the spirit of ubuntu!”

Boa semana a todos.

Og para presidente!!!

Sabe como é… Ano de eleições… Responsabilidade… Consciência… Direito de Cidadania…Mesmo que muitas vezes não aconteça, todos sabem que precisamos de representantes que realmente nos representem, e não simplesmente “representem”, como fazem os atores.

Para nós, ubunteiros, não é diferente. Nesta segunda-feira (14/08/06), haverá um encontro do Ubuntu Community Council onde, dentre outras coisas, será decidido o líder do time de localização/tradução (ou Localisation / Translation Team Leader).

Aí é que entra nosso candidato:

Og Maciel - Por um futuro melhor, mais escolas de tradução e mais creches de pacotes

Acho que apenas os membros do conselho podem votar, mas podemos todos participar do encontro e dar apoio ao Og.

Onde: #ubuntu-meeting on irc.freenode.net

Data: 14/08/2006

Horário: 13h (de Brasília) ou 16h UTC

Espero todos lá!

Mais info:

https://wiki.ubuntu.com/CommunityCouncilAgenda

https://wiki.ubuntu.com/OgMaciel

A recompensa pelo trabalho…

Tem coisa pior do que trabalho não recompensado? É tão bom quando chega a recompensa por um trabalho… E, como dizem, quanto mais árduo, mais gostosa a recompensa…

Quando comecei a colaborar nas traduções do Ubuntu, um pacote que me chamou a atenção foi o vim, pois eu o utilizo direto e ele não tinha nenhuma string traduzida. Comecei, então, a trabalhar em cima dele, sempre incomodando o Og para revisar as traduções (Já sabem agora com quem reclamar se estiver mal traduzido)… Quando o dapper foi lançado, já pude ter a emoção de utilizá-lo boa parte em português.

Hoje chegaram atualizações dos pacotes de linguagens. Com isso, recebi uma correção que fiz nesses últimos dias. Um dos comandos foi traduzido de forma que o atalho estava em conflito com outro comando, busquei a frase (comentei sobre isso em outro post) e então corrigi. É muito bom ver que é um processo rápido e que a gente mesmo usufrui dos resultados.

Se um dia você estiver utilizando um programa e ver uma tradução estranha, basta localizar o responsável e pronto. Em algumas semanas estará corrigido em sua máquina (se você fizer as atualizações).

O que não acontece com aquele outro sistema operacional. Não sei dizer qual versão, nem mesmo quando corrigiram (e se corrigiram), mas uma vez vi o seguinte: no w****ws explorer, quando visualizando imagens em miniatura, você tinha duas opções de rotação de imagens no menu popup: “Girar em sentido horário” e “Contador de girar em sentido horário”… Ou seja, essa era a tradução para algo como: “Rotate clockwise” e “Rotate counter-clockwise” (Girar em sentido anti-horário!)…

A quem reclamaria? Ao tio Bill?

Resumindo, é isso o que faz a comunidade crescer. Você sabe que está trabalhando para o seu bem e de todos…

This is the spirit of Ubuntu!

Gostando de Tapioca

Quem diria que eu gostaria de Tapioca logo de cara…

Mas não estou falando de comida, porque nunca provei tapioca (acho). Estou falando do programa de VoIP desenvolvido aqui no Brasil, compatível com gtalk, ekiga, gizmo, etc. Só utilizei com para o gtalk, mas funcionou legalzinho…

A página do projeto está em inglês:

http://tapioca-voip.sourceforge.net/wiki/index.php/Tapioca

Para facilitar, vou copiar as instruções de instalação. Primeiro, adicione a seguinte linha em seu /etc/apt/sources.list:

deb http://extindt01.indt.org/VoIP/apt dapper main

Em seguida, execute:

sudo apt-get update
sudo apt-get install tapiocaui0.3

O tapioca vai criar um link em Aplicações > Internet, basta entrar com seu usuário e senha do gmail para utilizar o gtalk, por exemplo.

Se quiser testar uma interface mais legal, instale o landell:

sudo aptitude install landell0.1

Mas lembre-se que está em testes.

Adicionado depois: Uma explicação melhor sobre o Landell:

About Landell Voip Application

A Voip GUI write in C#, based in Tapioca-Voip framework, 100% compatible with Gtalk.

Abraços fraternos.

Shell script para encontrar arquivos duplicados

Se você é “organizado” como eu, vai achar isso interessante.

Faz um tempo que estou pensando em procurar ou criar algo para encontrar arquivos duplicados no HD, para dar uma liberada nele. Sabe como é, músicas, fotos, backups…

Então hoje, quando decidi realmente procurar ao invés de só pensar em procurar :) , encontrei um shell script interessante em http://elonen.iki.fi/code/misc-notes/remove-duplicate-files/index.html .

O script varre o hd, a partir da pasta atual, localizando arquivos duplicados e gera um shell script com comandos rm comentados. Para apagar os arquivos, edite o arquivo de saída e descomente as linhas dos arquivos que deseja apagar.

Se você tiver dois arquivos iguais, o script gerado terá opção de remoção dos dois, você é quem escolhe qual permanece e qual será apagado.

Abaixo segue o script:

(desculpem a falha, não vi que quando postei a primeira vez sumiram alguns “\”)

OUTF=rem-duplicates.sh;
echo "#! /bin/sh" > $OUTF;
find "$@" -type f -print0 |
xargs -0 -n1 md5sum |
sort --key=1,32 | uniq -w 32 -d --all-repeated=separate |
sed -r 's/^[0-9a-f]*( )*//;s/([^a-zA-Z0-9./_-])/\\\1/g;s/(.+)/#rm \1/' >> $OUTF;
chmod a+x $OUTF; ls -l $OUTF

Espero que se divirtam com isso.

Campanha Adote um Pacote!

Visando aumentar a velocidade e qualidade nas traduções, proponho a campanha: Adote um Pacote! Membros oficiais e colaboradores estão convidados a participar.

Como fazer?

Entre na página http://wiki.ubuntubrasil.org/EdgyPacotes.

MEMBROS OFICIAIS: Escolham pacotes “órfãos” para adotar. Coloquem seus nomes na coluna “Revisor” e ajudem na revisão/tradução.

COLABORADORES: Escolham pacotes para adotar e fiquem no pé do revisor para ele ver o que você fez (já fiquei muito no pé do Og, ele me ajudou a entrar no time para eu para de incomodar… rs). Se o pacote ainda não tiver revisor, convide (ou convoque) um.

Acredito que assim caminharemos mais rápido.

Mais uma vez, meu elogio a todos que estão empenhados e que colaboraram com a tradução de 1046 mensagens em um dia!

Buscando frases no Rosetta

Gostaria de começar parabenizando os membros e colaboradores da equipe de tradução pelo trabalho feito nos últimos dias. Acompanhando nossa “página mais importante“, como disse o Og, é possível ver a velocidade do trabalho coletivo. Desde o dia 15 até hoje (dia 24) a página foi alterada mais de 45 vezes! Ou seja, sempre alguém atualizando as informações sobre o progresso de tradução de algum pacote.

Aproveitando, vou deixar aqui uma dica para auxiliar na tradução. Logo após a primeira sessão do Dia do Tradutor foi feita a seguinte pergunta: “Vocês não acham que falta uma ferramenta de busca no Rosetta? Pode acontecer de encontrar alguma frase errada, aí vai no Rosetta e tem de investigar centenas ou milhares de linhas até encontrar a frase errada.” Concordo totalmente com isso, (dentre outras coisas) falta uma ferramenta de busca no rosetta.

Mas como somos brasileiros, podemos dar um jeitinho… :)

Por exemplo, estou cuidando da tradução do vim. Utilizando ele por esses dias, observei uma tradução que não ficou muito boa, pois dois comandos ficaram com o mesmo atalho. E agora? Como faço pra achar justo aquela sentença no meio das 1427 existentes no vim?

Ao editar as traduções no rosetta, verifiquei que o endereço da segunda página é o seguinte:

https://launchpad.net/distros/ubuntu/dapper/+source/vim/+pots/vim/pt_BR/+translate?start=10

Então resolvi testar se funciona o argumento batch que foi sugerido para a página principal de traduções, e mudei o endereço para o seguinte:

https://launchpad.net/distros/ubuntu/dapper/+source/vim/+pots/vim/pt_BR/+translate?start=0&batch=100

O que retornou as 100 primeiras sentenças do vim, para minha felicidade! Com isso, pude fazer uma busca utilizando o CTRL+F do firefox. O único porém é que essa busca não lê o conteúdo das caixas de texto, ou seja, das traduções aceitas. Por isso tive que buscar a partir da sentença original (em inglês).

Na verdade, fiz a filtragem de 200 em 200. Não recomendo mais que isso por causa do timeout. Ah, não esqueçam de deixar a página carregar por completo antes de efetuar a busca.

Em busca da santa paciência!

Inspirado pelo Planeta e pelo bom e velho Og, estou começando meu blog sobre Ubuntu e coisas do tipo.

Como todos sabem (ou estão sabendo agora), dia 26 de outubro será lançada a próxima versão do Ubuntu, por isso estamos apertando o passo com as traduções (participem do Dia do Tradutor). Apesar de estar a pouco tempo no time de tradução, pude observar e aprender algumas coisas. Dentre elas, ressalto uma de grande importância: tradução demanda paciência! Como eu também não a possuo em excesso :) , vou dar algumas dicas para quem quiser se aventurar…

Em primeiro lugar, tradução sem paciência gera resultados catastróficos: erros de ortografia, erros de concordância, erros de lógica na formação da frase e, o pior, erros graves de tradução!

Comentando com o Og, encontrei alguns erros engraçados que complicariam a vida de quem tivesse utilizando o programa que contém essas frases. Em um programa com cadastro de usuário, encontrei o seguinte:

Frase original | Tradução correta | Tradução encontrada
Marital Status | Estado civil | Estado de segurança
Single | Solteiro | ocioso
Divorced | Divorciado | Tirar a voz

Além de outros que ainda estou tentando entender…

Outra coisa, estamos com a lista de pacotes a serem traduzidos na página EdgyPacotes. Se observarem, verão que muitos dos pacotes com maior porcentagem de tradução estão parados em frases grandes, como o pacotes whois. Só faltam 2 frases para concluir a tradução deste pacote, mas são frases que desanimam pelo tamanho. Uma delas é a seguinte:

Usage: whois [OPTION]... OBJECT...↵
↵
-l                     one level less specific lookup [RPSL only]↵
-L                     find all Less specific matches↵
-m                     find first level more specific matches↵
-M                     find all More specific matches↵
-c                     find the smallest match containing a mnt-irt attribute↵
-x                     exact match [RPSL only]↵
-d                     return DNS reverse delegation objects too [RPSL only]↵
-i ATTR[,ATTR]...      do an inverse lookup for specified ATTRibutes↵
-T TYPE[,TYPE]...      only look for objects of TYPE↵
-K                     only primary keys are returned [RPSL only]↵
-r                     turn off recursive lookups for contact information↵
-R                     force to show local copy of the domain object even↵
•••••••••••••••••••••••if it contains referral↵
-a                     search all databases↵
-s SOURCE[,SOURCE]...  search the database from SOURCE↵
-g SOURCE:FIRST-LAST   find updates from SOURCE from serial FIRST to LAST↵
-t TYPE                request template for object of TYPE ('all' for a list)↵
-v TYPE                request verbose template for object of TYPE↵
-q [version|sources|types]  query specified server info [RPSL only]↵
-F                     fast raw output (implies -r)↵
-h HOST                connect to server HOST↵
-p PORT                connect to PORT↵
-H                     hide legal disclaimers↵
••••••--verbose        explain what is being done↵
••••••--help           display this help and exit↵
••••••--version        output version information and exit↵

Não que seja errado pular (eu também pulo), mas gostaria de incentivar os tradutores (oficiais e colaboradores) a gastarem o tempo de 5 frases curtas com uma frase longa. Isso diminui pouco da porcentagem, mas é um alívio muito grande depois de pronto.